Aposentadoria especial humanista | | Dr. Eliezer Gonzales

Aposentadoria especial humanista

Por Eliezer Leão Gonzales 

Compensação pelo desgaste resultante do tempo de serviço prestado em condições prejudiciais à saúde

eletri1A aposentadoria especial é uma espécie de aposentadoria por tempo de contribuição, com redução do tempo necessário à inativação, concedida em razão do exercício de atividades consideradas prejudiciais à saúde ou à integridade física. Ou seja, é um benefício de natureza previdenciária que se presta a reparar financeiramente o trabalhador sujeito a condições de trabalho inadequadas.

Tramitam no Congresso três projetos criando aposentadorias especiais para trabalhadores da construção civil, frentistas, garçons e cozinheiros.

O Executivo vê esses projetos como populismo que pode provocar um rombo de R$ 21,168 bilhões na Previdência Social nos próximos quatro anos caso sejam aprovados.

A aposentadoria especial é um benefício que visa garantir ao segurado do Regime Geral de Previdência Social uma compensação pelo desgaste resultante do tempo de serviço prestado em condições prejudiciais à saúde.

Se as propostas que criam as aposentadorias especiais avançarem, o receio do Ministério da Previdência é a escalada desse tipo de benefício.

53e2ece1-8bce-4923-9c27-ef88585f037

Na verdade, essas categorias de trabalhadores têm respaldo legal na legislação brasileira para aposentar precocemente devido as condições penosas de suas atividades laborais.

Esses projetos, são de interesse de uma classe trabalhadora que para manter a excelente qualidade de vida, dependem da aprovação do congresso.

Mesmo que haja impacto financeiro à Previdência Social, o governo tem que criar algum mecanismo para compensar essa despesa extra.

O governo já começa a traçar uma estratégia para bloquear os projetos, preocupado com o crescente deficit na Previdência Social. No ano passado, o rombo foi de R$ 42,3 bilhões. Neste ano, nos 12 meses encerrados em julho, o rombo acumulado estava em R$ 47,8 bilhões.

O conceito constante do Regulamento da Previdência Social é de que a aposentadoria especial, uma vez cumprida a carência exigida, será devida ao segurado empregado, trabalhador avulso e contribuinte individual, este somente quando cooperado filiado à cooperativa de trabalho ou de produção, que tenha trabalhado durante quinze, vinte ou vinte e cinco anos, conforme o caso, sujeito a condições especiais que prejudiquem a saúde ou a integridade física.

Antes, essas propostas estavam anexadas a outros projetos, o que dificultava a votação em plenário. O receio do governo é que, com a campanha eleitoral próxima, parlamentares aprovem projetos populistas.

 

* O autor é Advogado / professor da Universidade Federal do Amazonas- UFAM, Especialista em Direito do Trabalho e Previdenciário e Doutorando em Direito do Trabalho pela Universidade de Buenos Aires – UBA – Argentina

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

1 Respostas para Aposentadoria especial humanista

  1. Angelo Cardoso says:

    Os jornalistas tinham essa aposentadoria, mas o senhor FHC fez o favor de tirar esse direito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Enter Captcha Here : *

Reload Image

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>