Projeto Reeducar promove ação de atendimento com emissão de carteiras de identidade e do trabalho | | Dr. Eliezer Gonzales

Projeto Reeducar promove ação de atendimento com emissão de carteiras de identidade e do trabalho

Forma Site - Eliezer Leão NOVO

 

O Tribunal de Justiça do Amazonas, por meio do Projeto Reeducar – voltado à reinserção social de liberados provisórios do sistema carcerário –, realizou nesta sexta-feira (13) uma ação de emissão de 1ª e 2ª vias de carteira de identidade e carteira de trabalho. O projeto já atendeu mais de 13 mil reeducandos.

A ação de atendimento foi coordenada pela 11ª Vara Criminal do Tribunal e aconteceu na sala recém-inaugurada do projeto, no 1º andar, Setor 3 do Fórum Ministro Henoch Reis, no Aleixo. A atividade contou com o apoio do Instituto de Identificação do Amazonas e Secretaria de Estado de Trabalho (Setrab), por meio do Sistema Nacional de Emprego (Sine-AM) e levou cidadania aos participantes do projeto e familiares.

De acordo com a juíza da 11ª Vara Criminal e coordenadora do Reeducar, Eulinete Tribuzy, a ação é importante pois proporciona a inclusão dos reeducandos na sociedade. “Esta ação já era realizada de forma descentralizada, mas agora, com a sala inaugurada, é a primeira vez que estamos fazendo, no próprio fórum, a emissão de documentos dessas pessoas que precisam ser reinseridas na sociedade”, afirmou a magistrada.

Os interessados na ação compareceram ao local munidos de fotografias 3×4, Certidão de Nascimento e comprovante de residência para retirada da primeira e segunda via dos documentos.  “Eles poderão, assim, buscar inserção no mercado de trabalho e participar da sociedade como cidadãos. Atualmente, eles estão excluídos e esta ação promove a inclusão. Além disso, os reeducandos participam de diversos cursos de qualificação oferecidos pelo projeto”, lembrou a juíza Eulinete.

Projeto Reeducar

Desde 2009, já passaram pelo projeto mais de 10 mil pessoas. Somente em 2017, foram atendidos 2.644 reeducandos, sendo 870 deles inscritos em cursos do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), 320 matriculados em curso supletivo, 240 encaminhados para atendimento psicológico, 620 encaminhados para emissão de carteira de identidade e 420 para emissão de carteira de trabalho.

O Reeducar é coordenado pela juíza titular da 11ª Vara Criminal, Eulinete Tribuzy, e conta com apoio de juízes de Varas Criminais da Comarca de Manaus, além da Defensoria Pública do Estado do Amazonaas, da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Amazonas (OAB-AM), Cetam e outras entidades de apoio.
Vanessa Brito
Fotos: Raphael Alves

Fonte: TJAM

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Enter Captcha Here : *

Reload Image

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>