EM MENOS DE UM MÊS: aplicativo “Consulta TJAM” já tem mais de 2,2 mil downloads

 

Lançado há menos de um mês, o aplicativo para celulares “Consulta TJAM”, ferramenta de consulta processual que inclui os sistemas da capital e do interior do Estado (eSAJ e Projudi) alcançou no início desta semana a marca de 2.226 downloads. “O resultado superou as nossas expectativas. Mais do que o quantitativo de downloads nesses primeiros 20 dias de funcionamento, o que tem nos deixado satisfeitos é a boa avaliação por parte do público-alvo do aplicativo, formado principalmente pelos advogados. As pessoas têm elogiado, ressaltado que a ferramenta é realmente muito útil, garantindo mobilidade na rotina de acompanhamento do andamento processual”, afirmou o juiz Marco Antônio da Costa, coordenador do projeto.

Idealizado e desenvolvido pelo Setor de Desenvolvimento de Sistemas da Divisão de Tecnologia de Informação do Tribunal de Justiça do Amazonas, o “Consulta TJAM” está disponível nas lojas virtuais da Apple (iOS) e Google Play (Android). De acordo com o juiz Marco Antônio, no segundo semestre deste ano os usuários já deverão contar com atualizações do aplicativo, principalmente, em relação ao tempo de resposta na consulta. “Hoje, nos momentos de pico de acesso, que ocorrem sobretudo na parte da manhã, o tempo de resposta pode chegar a 20 segundos. Já estamos trabalhando para assegurar que esse tempo, nos horários de pico, fique em 5 segundos, com um ganho significativo de velocidade”, destacou o magistrado.

Novas funcionalidades para o aplicativo também deverão ser anunciadas no segundo semestre. “É importante destacar que o objetivo é que o ‘Consulta TJAM’ não se limite a ser uma ferramenta de consulta, mas que possa agregar cada vez mais serviços, trazendo para esta nova plataforma muitos das opções que já estão disponíveis no website do Tribunal”, frisou o juiz Marco Antônio.

O “Consulta TJAM” tem entre suas características permitir a consulta unificada, diretamente no celular, aos dois sistemas utilizados hoje pelo Tribunal – o eSAJ, com a base de dados da capital; e o Projudi, do interior. A possibilidade de favoritação de processos, a fim de facilitar as movimentações realizadas em uma determinado ação judicial, também é outra vantagem. Quando há uma indisponibilidade técnica no sistema, o aplicativo informa aos advogados, partes e demais pessoas que possuem a ferramenta. Também são informados os contatos de e-mail e telefones das equipes de suporte da capital e do interior, bem como do próprio aplicativo para sugestões e identificação de possíveis inconsistências, com a finalidade de melhorar a comunicação e os serviços oferecidos.

Oito técnicos da Divisão de Tecnologia da Informação (DIVTIC) do TJAM trabalharam na concepção, elaboração e finalização do projeto durante sete meses. Não houve custo para o Tribunal uma vez que todo o projeto foi desenvolvido pelo Setor de Desenvolvimento de Sistemas da própria Divisão.

Praticidade

Na advocacia há 27 anos e atuando, principalmente, na área cível, Antônio Carlos Santos dos Reis já aderiu ao aplicativo lançado no início de junho pelo TJAM. “É realmente muito prático, o aplicativo. O Tribunal está de parabéns. Gostei da possibilidade de colocar os processos no favorito, o que agiliza ainda mais as minhas consultas. Tenho utilizado tanto para consultar o eSAJ quanto o Projudi”, afirmou o advogado.

Eric Lorenzzo Marinho da Silva, advogado há 12 anos, também já está utilizando a nova ferramenta disponibilizada pelo TJAM. “Para nós que vivemos na correria, um aplicativo como este realmente sinonimo de praticidade. Baixei o Consulta TJAM no meu smartphone logo que foi lançado e estou bastante satisfeito. Estou na expectativa de que sejam agregadas novas ferramentas, como fazer  downloads do processo, por exemplo”, disse Eric.

 

Foto: Raphael Alves – Arquivo TJAM

Fonte: TJAM

 

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *