Presidente do TJAM participa de reunião com ministra Cármen Lúcia sobre banco nacional de mandados de prisão

 

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Flávio Pascarelli, participou nesta segunda-feira (28) de uma reunião em Brasília com a presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármem Lúcia, e presidentes de outros tribunais que utilizam o Sistema de Automação da Justiça (SAJ) para tratar da nova versão do Banco Nacional de Mandados de Prisão (BNMP 2.0).

Na reunião, discutiu-se a necessidade de adequação dos sistemas em uso de todos os tribunais para que seja feita a integração das informações de cada estado com o banco nacional. Os encontros com os tribunais serão feitos de acordo com o sistema utilizado, para identificar eventuais dificuldades neste processo.

Além dos presidentes, estiveram presentes diretores de Tecnologia da Informação e da Comunicação, entre eles o servidor Thiago Facundo, do TJAM, e o diretor-geral da Softplan (fornecedora do SAJ), Ilson Stabile.

O presidente Pascarelli disse que “foi uma reunião positiva, por ter sido estabelecido prazo para implantar o BNMP 2.0, sistema necessário para o controle das prisões em todo o Brasil”.

O prazo a ser cumprido para a migração ao novo sistema vai até o final deste ano, já com os possíveis ajustes feitos, para uso sem restrição, informou o diretor de Tecnologia da Informação do TJAM, Thiago Facundo, que ressaltou a preocupação da administração da Corte Estadual amazonense com a consistência dos dados que serão migrados. “Por isto a importância dos juízos revisarem os mandados que estão no atual banco de dados”, frisou.

A nova versão do BNMP visa aumentar o controle e o número de informações disponíveis para consulta no banco nacional, agregando também dados processuais para melhor acompanhamento das prisões, excessos de prazo, prescrições e dados afins.
Patricia Ruon Stachon
Fotos: Carlos Moura – SCO/STF

Fonte: TJAM

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *