Crianças do município de Japurá, no Amazonas ganham presentes de juíza da Comarca

Para alegrar o Natal das crianças do município de Japurá – a 1.200 km de Manaus em linha reta -, a juíza de Direito, Elza Vitória de Sá Peixoto Pereira, distribuiu no últio dia 17 de dezembro, mais de 2.000 brinquedos, bombons para crianças entre 0 a 12 anos.

Desde às 11h as crianças da cidade já se movimentavam no ginásio da Escola Estadual Dorothéa de Souza Braga, lugar da festa, que se encontrava lotado. Durante o evento foram realizadas brincadeiras, competições de dança, canto e perguntas de conhecimentos gerais sobre o município. Este ano, o concurso de dança teve destaque para as gêmeas Karina e Karine, que ganharam a competição. Também foi destaque durante o evento um grupo de meninas de 08 anos que ao final, pediram para agradecer à juíza Elza Vitória. “Obrigada por fazer nosso Natal melhor e ajudar a gente”.


O voluntário Luis Yamaneh encarnou o papel do Papai Noel e fez a alegria das crianças. De acordo com a juíza, os brinquedos foram adquiridos em Manaus. Alguns arrecadados por doações de voluntários e outros adquiridos pela própria juíza.

Este é o quarto ano que a magistrada realiza a distribuição de brinquedos no município. Elza Vitória informou ainda que para fazer a alegria das crianças é necessário a colaboração de muitas pessoas, por exemplo: os brinquedos chegam de balsa sem nenhum custo; a cooperativa dos mineradores do município (extração de seixo) colaboram doando bolo e refrigerante; a prefeitura municipal cedeu a escola e alguns funcionários da secretaria de ação social para ajudarem na organização das filas e brincadeiras; o equipamento de som para fazer a animação da festa foi providenciado pelo soldado Paiva.

“ É maravilhoso ver o brilho nos olhos dessas crianças. Amo fazer tudo isso”, disse a magistrada destacando que todas as crianças do município foram presenteadas. E para as crianças das comunidades rurais, os presentes serão entregues ao Pe. Cândido Concavelle, pároco da cidade, que no dia 25 saíra de barco pelas comunidades rurais para realizar a entrega às crianças ribeirinha.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *