Pascarelli recebe os 41 novos servidores do TJAM que tomaram posse nas últimas semanas

 

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Flávio Pascarelli, deu boas-vindas aos novos servidores da Corte estadual nesta quinta-feira (30), durante a realização do 15º Curso de Formação Inicial para Servidores, no Centro Administrativo Desembargador José Jesus Ferreira Lopes, em Manaus. São 41 pessoas que passaram em concursos públicos realizados tanto na capital quanto no interior do Estado e que foram empossadas recentemente pela gestão do desembargador Pascarelli.

Foram nomeados seis analistas judiciários (área Direito); três analistas judiciários (Psicologia); cinco analistas judiciários (Administração); dois analistas judiciários – oficial de justiça avaliador; dez assistentes judiciários – capital; e 15 auxiliares judiciários para Comarcas do interior: Tefé, Anamã, Anori, Autazes, Beruri, Caapiranga, Coari (PcD), Codajás, Manaquiri, Novo Airão, Presidente Figueiredo, Nova Olinda do Norte, Silves e Itacoatiara.

O presidente Flávio Pascarelli, em seu discurso de boas-vindas, lembrou a importância do trabalho desempenhado pelo servidor do Poder Judiciário, comentando os resultados do relatório Justiça em Números 2017, divulgado em setembro, em que a Corte estadual apresentou o primeiro melhor índice de produtividade dos servidores da área judiciária entre os tribunais de sua categoria (menor porte): média de 131 processos baixados por servidor durante o ano de 2016, ficando a frente de 11 tribunais estaduais, dentre eles o do Mato Grosso do Sul, Rondônia, Tocantins e Rio Grande do Norte. O TJAM também ficou em primeiro em produtividade do servidor da área judiciária nas fases de execução (33) e conhecimento (107), no primeiro grau.

“São resultados que trazem orgulho para o nosso Tribunal, pois demonstram o compromisso, a seriedade e a responsabilidade com a prestação jurisdicional em nosso Estado”, comentou o presidente. Pascarelli também disse que, devido à crise na economia e seus reflexos em todo o País, não tinha certeza se sua gestão conseguiria “chamar” os concursados, mas que com planejamento e organização foi possível nomear novos servidores e também novos juízes neste segundo semestre de 2017. “Sejam todos bem-vindos e não hesitem em nos procurar, estamos aqui para construir uma gestão com o auxílio de todos”, acrescentou.

Luíza Nogueira Lima, que passou no concurso público para auxiliar judiciário em Beruri (concurso da 7ª Subregião), contou que aguardava essa nomeação desde 2015. “A minha família ficou muito feliz e é um sentimento de conquista, de trabalhar como servidora pública no Tribunal de Justiça do Amazonas”, afirmou.

O objetivo do 15º Curso de Formação Inicial para Servidores é promover a integração institucional dos servidores nomeados, para o exercício de suas atividades profissionais na Corte, e apresentar as ferramentas básicas necessárias ao início do trabalho. A diretora Wiulla Garcia, da Escola de Aperfeiçoamento do Servidor do TJAM (EASTJAM), instituição que promove o curso, ressaltou que a preparação também oferece um panorama da estrutura judiciária do Tribunal, ressaltando a importância do atendimento ao público interno e externo com qualidade e eficiência. Nos três dias do curso – termina nesta sexta-feira -, foram abordados também os aspectos práticos e teóricos referentes às responsabilidades e ao cumprimento das atividades inerantes ao cargo, além de proporcionar um conteúdo básico das práticas de rotinas cartorárias.

 

 

Texto: Acyane do Valle

Foto: Raphael Alves

Fonte: TJAM

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *