Corregedora busca parceria para virtualização de inquérito policial

Nesta segunda-feira, 25/04, o Procurador-Geral de Justiça, Francisco Cruz, recebeu a visita da Corregedora-Geral do Tribunal de Justiça do Amazonas, Desembargadora Socorro Guedes. No encontro discutiu-se o funcionamento da justiça criminal. A reunião contou com a participação de um grupo de Membros da área criminal e Coordenadores do Ministério Público, além de especialistas em tecnologia da informação.

O objetivo maior do encontro foi o de solucionar a demora no envio de inquéritos ao Ministério Público e, consequentemente, a outros órgãos. Atualmente, a burocracia dificulta o trabalho em vários setores da justiça do Amazonas e um novo sistema integrado pode colocar um fim aos dias de lentidão. “Temos a necessidade de virtualizar todos os processos da justiça com o objetivo de torná-la mais ágil e assim, atender melhor a população. Essa necessidade é mais latente nas varas criminais”, reiterou a Corregedora que pediu a parceria do Ministério Público e o empenho dos Promotores de Justiça.

Para o Procurador-Geral Francisco Cruz o desejo de agilizar os processos judiciais por meio da internet é visto com bons olhos. “Esse é um caminho sem volta. Temos que nos adequar às novas tecnologias. Em alguns municípios, eu mesmo fui testemunha de audiências pela internet em tempo real. Isso é extraordinário. E ressalto a importância dessa virtualização também no sentido ambiental. Iríamos economizar uma quantidade absurda de papel, realizando os trâmites apenas pela internet. Será mesmo um grande avanço”, completou. O PGJ salientou ainda que essa mudança deve ser gradativa. “Não devemos atropelar as etapas. Essa é a primeira reunião no sentido de tornar isso possível e perene. Quem sabe em 90 dias teremos como implementar a nova tecnologia”, disse.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *