Presidente do Tribunal de Justiça participa de reunião de metas 2011


Brasília – O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador João Simões, participou no último dia 31 de março da 1ª Reunião de Trabalho das Metas Nacionais de 2011, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Na reunião, foram apresentados os resultados finais do cumprimento das metas de 2010 e o plano de trabalho para o atingimento das metas traçadas pelos Tribunais para 2011.

Ao abrir o encontro, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do CNJ, ministro Cezar Peluso, destacou a importância de esclarecer à sociedade o real trabalho do Judiciário.

Realizada no auditório do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), a reunião contou com a participação de importantes autoridades do Judiciário. Peluso saudou o presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros, Nelson Calandra, como representante da Magistratura nacional, presente ao evento.

“É preciso explicar à opinião pública o imenso trabalho e dedicação que existem por trás desses números”, disse o presidente do STF e do CNJ, destacando ainda que os problemas do Judiciário não dependem apenas do esforço dos magistrados, mas de recursos materiais nem sempre presentes.

A Corregedora Nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon, endossou o discurso do ministro Peluso.

“Precisamos, de fato, fazer uma avaliação do que somos, do que fomos e do que faremos. Ao responder as críticas da imprensa ao Poder Judiciário, temos que apresentar dados”, assinalou.

Juízes presidentes e Corregedores de Tribunais de Justiça de todo o País participaram da reunião em Brasília.

As quatro metas nacionais do Judiciário para 2011

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador João Simões divulgou através de sua Assessoria de Comunicação as quatro Metas Nacionais do Poder Judiciário para o exercício de 2011. Simões se encontra em Brasília participando da 1ª Reunião de Trabalho das Metas Nacionais de 2011, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

As metas foram definidas por votação pelos presidentes de todos os 91 tribunais brasileiros, durante o 4º encontro Nacional do Judiciário, em dezembro de 2010, no Rio de Janeiro (RJ). Na ocasião, houve ainda seleção de uma meta específica para cada segmento de Justiça (Trabalhista, Federal, Militar e Eleitoral, com exceção da Justiça Estadual). Confira quais sãos:

  1. Criar unidade de gerenciamento de projetos nos tribunais para auxiliar a implantação da gestão estratégica.
  2. Implantar sistema de registro audiovisual de audiências em pelo menos uma unidade judiciária de primeiro grau.
  3. Julgar quantidade igual de processos de conhecimento distribuídos em 2011 e parcela do estoque, com acompanhamento mensal.
  4. Implantar pelo menos um programa de esclarecimento do público sobre as funções, atividades e órgãos do Poder Judiciário em escolas ou quaisquer espaços públicos.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *