Justiça obriga ex-candidato à presidência a entregar vídeo de sexo com amante

A decisão é do tribunal: a fita cassete de vídeo com o ex-candidato presidencial norte-americano John Edwards a fazer sexo com a amante, Rielle Hunter, deve ser entregue e guardada “a sete chaves”.
Segundo a imprensa, o juiz Abraham Penn Jones repreendeu Andrew Young por ter admitido num livro que possuía a gravação, chegando a pedir uma grande quantia de dinheiro para a divulgar. A cassete, definida como de “natureza pessoal”, terá de ser entregue até quarta-feira sob pena de Young ser detido. A amante de Edwards, Rielle Hunter, ganha assim um processo avançado contra Young por entender que a cassete “é muito íntima” e que a sua divulgação representa invasão de privacidade. O vídeo foi filmado em 2006. Edwards, ex-rival de Barack Obama, admitiu recentemente ser o pai da filha de Hunter, de dois anos, depois de ter rejeitado em diferentes ocasiões a paternidade. “Sou o pai da Quinn. Foi um erro afirmar que ela não era minha filha”, disse no mês passado, citado pela Associated Press.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *