Bototerapia será apresentada no I Congresso Internacional sobre Meio Ambiente

O projeto da Bototerapia, utilizado na reabilitação de pessoas e tratamentos de saúde, será apresentado durante o I Congresso Internacional de Magistrados sobre Meio Ambiente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), no dia 10 de agosto, em Manaus. Para conhecer a iniciativa, que tem o apoio da Vara Especializada do Meio Ambiente e de Questões Agrárias do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM), haverá um sorteio para 26 participantes. A solenidade de abertura do congresso será na noite do dia 08, no Tropical Hotel Manaus.
Segundo o Juiz Adalberto Carim, da Vara Especializada do Meio Ambiente e de Questões Agrárias, a Bototerapia tem sido aplicada com sucesso em crianças com problemas de desenvolvimento e até para reabilitação de seres humanos. “Será uma experiência única e inesquecível para os participantes. O escopo, portanto, é auxiliar o ser humano a encontrar equilíbrio corporal e emocional. A nossa Vara Ambiental, que é pioneira, tem 15 anos, e conta com uma trajetória direcionada para propagar o conservacionismo e a ressocialização ambiental apoia o projeto. Inclusive, há mais de 10 anos, temos efetuado com êxito oficinas de reeducação para infratores ambientais, tendo sido destaque em estudo realizado pela Unesco e Universidade do Colorado – EUA, denominado Greening Justice”, disse Adalberto Carim.
Bototerapia e saúde
Em Manaus, a Bototerapia foi desenvolvida voluntariamente pelo fisioterapeuta especialista em Rolfing, Igor Simões Andrade. A técnica Rolfing é utilizada com sucesso tanto no Brasil, como também em diversos países da Europa, EUA, Japão, para tratamento de dores crônicas, lombalgia, desalinhamento postural, escolioses, curvas acentuadas da coluna, fibromialgia, cervicalgia, hérnia de disco, entre outras patologias. Tem o apoio do Ibama, do ICMBIO e da Vara Ambiental de Questões Agrárias do TJAM.
Fim das inscrições
Realizado pela AMB, em parceira com a Escola Nacional da Magistratura e com a Associação dos Magistrados da Amazônia (Amazon), o I Congresso Internacional de Magistrados sobre Meio Ambiente vai acontecer entre os dias 8 e 11 de agosto, no Centro de Convenções do Hotel Tropical, em Manaus. O objetivo é enfatizar a ideia de que o Direito Ambiental rompeu barreiras territoriais e ideológicas, apresentar soluções para os problemas decorrentes do mau uso do meio ambiente. A abertura será no dia 8, às 18h30, e contará com a presença dos Presidentes Nelson Calandra (AMB) e Aristóteles Thury (Amazon), do Vice-Presidente de Assuntos Ambientais da AMB, Rui Guilherme, do Governador do Amazonas, Omar Aziz, da representante do PNUMA no Brasil, Denise Hamú, e da Presidente da Comissão Mundial de Direito Ambiental da UICN, Sheila Abed, além dos Ministros Herman Benjamim e Mauro Campbell, ambos do STJ.
Para participar, basta fazer a inscrição no site www.amb.com.br/da até esta quinta-feira, dia 2 de agosto. Os 100 primeiros Magistrados associados à AMB não vão pagar a inscrição. Para os profissionais, será cobrado R$ 200,00; aos acadêmicos, o valor é de R$ 100,00. Todos os participantes receberão certificado.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *