Catracas de acesso a sede do TJAM já estão funcionando

1

A medida tem por objetivo manter a segurança dos desembargadores, servidores e serventuários

Desde a última segunda-feira, dia 16, as catracas instaladas dentro do prédio-sede do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), já estão em pleno funcionamento. A iniciativa faz parte das medidas de seguranças adotadas pela presidente do TJAM, desembargadora Graça Figueiredo, e tem como objetivo preservar a integridade física não apenas dos magistrados, servidores e serventuários, mas também do jurisdicionado que trabalha ou precisa ir até a Justiça.

O procedimento de segurança é amparado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que já manifestou preocupação quanto à vulnerabilidade de magistrados, partes envolvidas em julgamentos, advogados, testemunhas e cidadãos comuns que circulam diariamente nos fóruns brasileiros.

As catracas funcionam a partir digital dos servidores do Poder Judiciário, que realizaram seus cadastros previamente. Já os visitantes, são obrigados a passar pelo detector de metais e receber, na própria portaria, um crachá de identificação.

Entre as ações já realizadas pela Comissão de Segurança do TJAM, presidida pelo desembargador Cláudio Roessing, estão a renovação do armamento, com substituição dos revólveres calibre 38, por pistolas 40 (840), atualmente utilizadas pela PMAM; treinamento e instrução em teoria e prática no conhecimento das novas armas adquiridas pela AMTJ com o apoio da ESMAM/TJAM; bem como prática de tiro real com todo o efetivo da Polícia Militar à disposição do TJAM. Adquiriu, recentemente, 42 coletes balísticos substituindo os antigos que já passavam do prazo de validade especificado para cada um.

Além disso, instalou de portas giratórias, atualmente em pronto uso, nos fóruns Henoch Reis, Mário Verçosa, Lúcio Fonte de Rezende, Azarias Menescal, bem como na sede do TJAM e no Centro Administrativo Desembargador José Jesus Ferreira Lopes (anexo). Instalou também scanners de raio-x na entrada de todos os fóruns, sede e anexo, e contratou um empresa com agentes de portaria credenciados e treinados para o manuseio do equipamento.

 

Foto: Raphael Alves | TJAM

Fonte: DIVISÃO DE IMPRENSA E DIVULGAÇÃO DO TJAM

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *