Diretor de escola condenado por suas “viagens sexuais” com meninas

Japonês de 65 anos fazia três “viagens sexuais” por ano às Filipinas. Foi condenado por tirar fotos a menores nuas e ficou com pena suspensa

Um japonês que pagou para ter sexo com mais de 12 mil mulheres durante viagens às Filipinas foi condenado por tirar fotos a pelo menos três meninas filipinas nuas.

Um tribunal de Yokohama, no Japão, sentenciou Yuhei Takashima, de 65 anos, a dois anos de prisão com pena suspensa durante quatro anos, disse um porta-voz à AFP.

Takashima, que alegadamente teve sexo com menores — incluindo uma menina de apenas 13 anos — escapou à prisão com a promessa de não cometer novas ofensas.

Antigo diretor de uma escola secundária, Yuhei Takashima catalogou minuciosamente quase 150 mil fotografias das suas explorações durante 27 anos, período durante o qual juntou fotografias suficientes para encher 400 álbuns, argumentando que queria “manter as memórias”, de acordo com a imprensa nipónica, citada pela AFP.

Takashima confessou à polícia que começou a pagar por sexo quando foi destacado para uma escola japonesa em Manila, capital das Filipinas, em 1988, e desde então fez três ‘viagens sexuais’ por ano pelo país, num total de 65 visitas, de acordo com as notícias.

Durante este período, terá tido sexo com 12 mil mulheres, entre os 14 e os 70 anos, segundo a estação de televisão NTV.

Nenhum dos órgãos de comunicação social diz quanto tempo duraram as ‘viagens’ nem com quantas mulheres este japonês dormiu, mas calculando a média, conclui-se que Takashima dormiu com mais de uma mulher todos os dias desde a primeira visita ao país.

O acusado admitiu que cerca de 10% das mulheres teriam menos de 18 anos.

Takashima foi preso por ter sexo com uma rapariga em Manila no ano passado porque se acredita que a jovem tinha 13 ou 14 anos, e foi detido ao abrigo dos poderes da polícia nipónica para investigarem certos crimes cometidos no estrangeiro.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *